quarta-feira, 11 de maio de 2016

Forró no Escondidinho - DAArq e DOCJr.

O Diretório Acadêmico de Arquivologia juntamente com a Empresa Junior do Curso de Arquivologia, convida toda a comunidade da UFBA para o Forró no Escondidinho que ocorrerá no dia 20 de maio, a partir das 14H, no Instituto de Ciência da Informação.
Teremos uma feijoada deliciosa com muitas bebidas para comemorar nosso São João, os ingressos podem ser adquiridos com o Jorge ou no dia do evento!

Aguardamos a presença de todos vocês!!

#Anarriêêê #VemproForródoEscondidinho #ArquivologiaUFBA


terça-feira, 3 de maio de 2016

CINECLUBE

O Cineclube pode ser definido como um grupo dedicado a utilizar recursos audiovisuais como forma de complementar as discussões do tradicional grupo de estudos. Esta proposta viabiliza o desenvolvimento de espaços de sociabilidade e formação cultural. A livre circulação de ideias promovida pelas exibições configura uma maneira de democratização de saberes a serem debatidos em um espaço de integração sociocultural. Venha participar também!

Prof. Rodrigo Fortes de Ávila

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Monitoria no SECRIDI 2015


Aos interessados em participar da seleção para ser monitor do SECRIDI, seguir instruções do banner.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

I Baba Solidário da Informação

Estão todos convidados a contribuir com esse momento solidário!

Maiores informações (71) 9207-8737 / 8621-3843



quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Situação do Arquivo Público exposta na Tribuna Popular Marcos Barbosa denunciou “o descaso com a História da Bahia”


Vice-presidente da Associação dos Arquivistas da Bahia, Marcos Barbosa ocupou a Tribuna Popular da Câmara Municipal de Salvador, na sessão de segunda-feira (17), para denunciar a falta de infraestrutura do Arquivo Público Municipal. Segundo ele, documentos importantes sobre a História da Bahia e, consequentemente, do Brasil, estão amontoados no subsolo da Fundação Gregório de Mattos por falta de espaço no Arquivo.
“Apesar do esforço do pessoal da Fundação, os documentos estão guardados sem as condições ideais de conservação, expostos à umidade e geridos por profissional não habilitado”, ponderou, pedindo o apoio dos vereadores para sensibilizar o Executivo municipal a mudar essa realidade. E questionou: “Será que vamos esperar acontecer um sinistro para perder toda a memória da nossa história? Esta Casa mesmo produz documentação que precisa ser preservada para o futuro”.
Marcos Barbosa denunciou ainda a falta de incentivos para o segmento e de concurso público para a categoria, que tem regulamentação específica. Ele cobrou a abertura de concurso pela prefeitura para, pelo menos, um profissional em cada órgão da administração.
Audiência
O presidente da Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer da Câmara, vereador Sílvio Humberto (PSB), propôs a realização de uma audiência pública em parceria com a Associação dos Arquivistas da Bahia para discutir a situação do Arquivo Público e do mercado de trabalho. A proposta recebeu imediatamente o apoio dos vereadores Hilton Coelho (PSOL), Aladilce Souza (PCdoB), Gilmar Santiago (PT) e Vânia Galvão (PT), que prestaram solidariedade à categoria.

Fonte: http://www.cms.ba.gov.br/noticia_int.aspx?id=10290